Entre Anjos e Demônios

Mudamos de endereço. Você jogar conosco acessando esse link: http://www.novaerarpg.com/f502-demonios-a-queda-storyteller
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4
AutorMensagem
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Sab Dez 09, 2017 3:01 pm

Beaumont escreveu:
Arturiel (Johnny Boy)
Fé 4/4
FDV 5/5
Tormento 0/3




Light House Shopping Mall - 16:45

Arturiel sabia exatamente cada movimento necessário para animar o dia de Alice. Seus dedos tocaram a fria pele da moça, era como dedilhar o acorde de uma bela música milenar. O sorriso simples de Alice ressou de maneira afável aos ouvidos do Elohim Arturiel. Ele se sentou ao lado de sua donzela e juntos eles admiraram os transeuntes que perambulavam no shopping. A sua frente estava a loja de penhores e artigos musicais, Alice tinha um sorriso de ponta a ponta no rosto. Maravilhoso observar aquele momento. Ele não poderia trocar aquele momento nem por um momento de volta ao Antigo Éden como ele conhecia. Apesar de não ter qualquer tipo de lembrança sólida do éden ele sentia que aquele lugar era o lar de Johnny e consequentimente aquele era o seu próprio lar. 

Alice: - Sabe John... nós estamos juntos a quanto tempo ? 2, 10 anos ? Eu sei lá, eu nunca fuí muito boa com a definição do tempo. Em toda a minha vida eu nunca pensei que o Mark fosse nos unir...hehe Cara, eu me lembro da festa como se fosse ontem !

Assim que Alice falou a palavra festa um estalo acertou a mente de Arturiel, a memória do Elohim podia ter se perdido em grande parte mas a de Johnny estava intacta. A festa que ela se referiu era a de Mark, ele se lembrou do primeiro beijo dele e Alice. Foi como se mil borboletas tentassem fugir do estomago de Johnny e Kamuriel sentiu cada momento. 

Alice deslizou a mão ao encontro da mão de Johnny, aquela mão gelada e digna de um pequeno arrepio no momento em que ela segurou a sua mão. Ela estava nervosa, mas por que ? Se perguntou Johnny naquele momento, ela não era assim. 

Alice: - Sabe a surpresa ? Sabe por que eu escolhi o Shopping pra falar ? Johnny eu estou gravida...

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Black Thief
Admin
Admin
Data de inscrição : 10/05/2017
Idade : 25

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Dom Dez 10, 2017 11:16 am

Trilha sonora:
 

Chase via Karen se aprontar com uma empolgação latente, uma alma inquietante ansiosa e clamando por justiça, pelo cumprimento do dever, encontrando em seu interior um motivador no que ela chamaria de "monstro" para fazer algo bom pelos motivos errados, uma contradição  que a fazia sentir-se especial. Ela era uma alma boa e pura e não havia nada mais admirável e desprezível do que uma boa alma com o desejo de ajudar os outros e fazer o bem. A sensação de ser unicamente especial fazendo o bem, era no mínimo, rude. Os olhos de sua mente passaram de relance na taça vazia ao lado, uma cena altamente provável acontecia em que William quebrava a taça na cabeça de Karen e emendava o caco despedaçado em sua mão para fincar em uma arterea em seu pescoço e segurá-la em seus braços para não desfalecer fortemente ao chão em meio ao seu sangue. Seguraria-a em demonstração de respeito à utilidade que ela tem sido ao longo destes tempos modernos, era no minimo educado, seria grosseiro deixá-la cair como uma vítima qualquer, pois ela não o seria. Chegaria o momento que mataria Karen Ford, isso era certo, mas este momento ainda era para um futuro distante a menos que as circunstâncias clamassem o contrário.

Chase entrava no carro da detetive e seguia com ela ao caminho com uma conversa mais leve e agradável. Chase ainda se escondia nas sombras apesar de Karen já tê-lo visto, pois ela não o compreendia, não compartilhava de seus gostos e peculiaridades, seu raciocínio. Não eram iguais. Recolocar esta máscara ajudava a tornar a convivência agradável para ela, consequentemente abaixando sua guarda para o que ele planejava, uma falsa esperança de redenção pode crescer em seu âmago, uma ilusão intencionalmente semeada.






A curiosidade de Chase fora aguçada quando notou os vários carros da polícia ao redor do hospital. O Abraço dos Condenados estava sério e simulava uma expressão de tensão quieta e atenta na face de Chase. William olhava ao redor tentando catar detalhes relevantes que pudessem dizer à ele o que poderia estar acontecendo antes de se informarem do lado de dentro. Conseguindo estes detalhes ou não ele seguia com Karen quieto e ela fazia os comentários a fim de tentar ser prestativa. Chase a acompanhou em cada momento sempre tentando catar os detalhes da situação e tentando enxergar mais do cenário caótico do que o que estava diante do nariz. Ele continuava a acompanhar Karen e com todas as pessoas que ela havia falado, Chase tentava ler suas expressões, suas entonações de voz para catar também mais dos indivíduos que eles conversavam do que eles mesmos diziam. Fora educado o tempo inteiro, cumprimentando de forma discreta e elegante a cada pessoa que Karen abordava para se informar, ela era alguém extremamente inquieta e proativa, dotada de uma imaginação grande e isso era uma arma poderosa.

Quando ela falava com Chase demonstrando alguma preocupação, Chase olhava o vazio por uns instantes e dizia:

- Jonatham Merlim realmente era importante, estávamos no caminho certo ao vir falar com ele. Será melhor se falarmos primeiro com Nicolly, ela deve estar abalada e como disse, ela pode ser uma peça chave. Chegarmos à ela primeiro antes dos investigadores será importante já que qualquer um pode estar envolvido. Vamos dar um apoio à moça, aproveitaremos que ela está em exames e daremos conforto nesse momento de necessidade.

Sim, o plano de Chase era manipular Nicolly, se ela tivesse informações importantes, dar a ela um porto seguro em Karen e Chase pode ajudá-los a se adiantar-se do restante da investigação e juntar outros pedaços e claro... Semear a dúvida de que ela não pode confiar nem mesmo na policia mais do que pode confiar em Chase e Ford. Chase preferia falar com Nicolly sozinho, porém não podia provar que estava com a investigação, nos primeiros encontros com a testemunha precisaria de Karen para se apresentar, depois dos primeiros encontros a companhia dela não seria mais necessária.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
bahamut
Mortal
Mortal
Data de inscrição : 03/04/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Ter Dez 12, 2017 1:37 pm

Jean ficou confuso por um momento. De certa forma Angelo ignorou totalmente o fato de Jocelyn ter entrado em seu quarto. Mas como ela teria feito isso com os guardas do lado de fora? Será que os guardas apareceram somente depois de ela sair? Será que ela tem alguma ligação com o sequestro?

O assunto que Angelo queria discutir era sobre Michael. Como eu teria afastado ele de mim e se ele se assemelhava com um demonio. Jean não estava entendendo nada e achava esse papo muito estranho. Aliás, tudo ao redor estava estranho. Os sequestros e mortes ligados ao seu antigo mestre, o marido da sua professora e a empregada deles. A estranha visão do seu ex mestre e a forma como ele foi repelido de perto de Jean. Depois visões e sons vindos do nada, algo que Jean não sentia a muito tempo, nas colinas silenciosas. Agora essas perguntas de Angelo.

Jean resolveu não falar tudo para Angelo no momento. Algo não estava certo.

Jean: - Cara, do que você ta falando. Foi a Jocelyn quem fez o sequestro? Cara, ela é muito louca! Quanto ao Michael cara, eu não sei o que aconteceu. Eu tava apanhando muito e de repente ele não tava mais lá. Minha visão tava muito turva com as porrada que eu tomei, não sei direito o que aconteceu. Vi Michael sendo jogado longe mas não vi quem fez isso. O rosto dele tava estranho sim mas acho que era a minha cara inchada turvando a minha visão. Sério cara, demonio, aberração, daqui a pouco vai me falar que ele virou o bicho papão.

Uma pulga incomodou atrás da orelha de Jean. Com toda essa loucura, será que aconteceu algo com Angelo? Será que esse é o Angelo que ele conhece? Jean espera estar apenas imaginando coisas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Ter Dez 12, 2017 9:24 pm

Lakariel (Aleister "Al" Blackthorn)
Fé 3/3
FDV 4/4
Tormento 3/3 
Vitalidade Ok


Catedral de St. Claire - 23:00




O garoto acendeu cada uma das velas no altar. O lugar reverberou em uma majestosa e rica iluminação ue o fez lembrar do ínicio dos tempos, talvez o garoto fosse Elohim da primeira casa ou que sabe tudo aquilo só foi um jogo de luz que fez com que té as mais inacessiveis velas da Catedral se iluminassem e acendessem. 

O garoto de vestes sujas e surradas pelo tempo assoprou a vela do lampião e o repousou vagarosamente na madeira de um dos bancos, voltou a se posicionar de maneira que seus olhos refletissem o brilho das velas em sua iris de cor mercurio. 

Fael : - Me invocar ? Nossa você tá precisando se atualizar, eu quase me lembrei de como éramos naquela época. Você não deve se lembrar de mim, na verdade eu acho que você é novo nisso tudo, de alguma forma você veio até a mim como se eu fosse um farol. Ouuu melhor !! Espere !!

O garoto então saltou em cima de um dos bancos e abriu os braços estranhamente empolgado. 

Fael : - Esse lugar inteiro te chamou !! Você sente o poder que este lugar possuí ? Eu venho aqui todas as noites por que é neste lugar que eu sinto uma parte da verdadeira criação. 

Fael se aproximou de Lakariel que ainda estava um pouco confuso e de certa forma incomodado com a presença do estranho "Elohim ?" De fato ele estava certo de uma coisa, aquele lugar formigava em seu interior como um dia de verão na praia. Até mesmo manter os olhos completamente abertos ali era dificil, era como se algo o obrigasse a durmir ali, fechar os olhos e comtemplar a ternura e o calor que aquele lugar poderia oferecer. 

Fael : - Lakariel, você já foi o amor em forma de virtude. Mas o que você é agora ? O que restou de você Lakariel ? Calma, calma, calma. Talvez eu esteja forçando a barra um pouco demais. Se as coisas estão confusas eu certamente não estou ajudando, por que eu falo tanto ? Faça o seguinte, lhe darei a chance de fazer 3 perguntas. Se essas três perguntas não te ajudarem eu desapareço e nunca mais precisará sentir minha presença outra vez ! O que me diz ?

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Ter Dez 12, 2017 11:07 pm

Dustiel (Alex Riverstorm)
Fé 3/3
FDV 6/8 
Tormento 4/4 
Vitalidade: Ferido Gravemente -2 (3 Agravado 1 Letal)


Sede do FBI em New Jersey  - 23:00




A criatura rosnava feito um tão raivoso, seu latido era gutural e demoniaco, forte o suficiente para que um pouco de baba grotesca e corrosiva recaisse pelo chão derretendo o metal no local. Dustiel tinha a impressão de já ter presenciado uma cena assim, ele era corajoso mas seu instinto o fazia perceber que aquilo não era uma simples ameaça, ameaças não faziam parte do feitio de Hadrakamus. 

Alex se arrependeu de ter sido revistado e desarmado ao entrar no camburão dos federais, estava sem poder se defender em uma sala quadricular e pequena. Os tentáculos agarravam o braço esquerdo de Dustiel e o trouxe para mais próximo de sí, a boca anciosa pelo sabor de Dustiel afundou suas presas em sua coxa como uma série de estacas profundas, a boca se fechou na tentativa de amputar de vez a perna de Alex mas em um esforço subito de Dustiel, parte de seu semblante se extendeu pela sala. Sua forma sepulcral e tenebrosa se expandiu enegrecendo parte da pequena sala. A dor que Dustiel possuía era verdadeira por que a mesma dor que Alex sentia, Dustiel podia sentir enquanto estava naquele corpo. 


O inimigo não estava blefando, se continuasse, o anjo caído poderia fácilmente desmembrar toda a carne do mortal hospedeiro de dustiel e rasga-lo até que sua verdadeira forma se desvencilhasse de seu hospedeiro. Dustiel estava com a perna presa na boca da estranha criatura com milhares de dentes. O corpo do monstro tomava por quase completo o perimetro da sala. Ela era tão grande, cheia de veias e musculos que pulsava como um grande e gigantesco coração...

Citação :
Dustiel Teste de Coragem Diff 8 = 1 Sucesso
Dustiel teste de Int+Legado Diff 6. = 0 Sucesso
Dustiel teste de For+Briga Diff 6. = 1 Sucesso
Dryel teste de For+Briga Diff 6. = 4 sucessos
Dustiel Teste Reflexivo de Fé Diff 6. = 2 Sucessos
Dryel Teste de Dano diff 6. = X Sucessos
Dustiel Teste de Absorção Diff 6. = 3 Sucessos


_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Qua Dez 13, 2017 1:42 am

Sephiroth (William Chase)
Fé 3/3
FDV 7/7
Tormento 0/3


Medical Care Hospital  - 21:00 ???

Observar a inspetora Ford era util mas ver as nuanças do local era ainda mais recompensante. O detalhe nos rostos da moça da recepção denotava claramente que algo daquela forma nunca havia acontecido com ela, o local parecia mais uma feira livre. Pessoas trafegando para lá e para cá. Cordões de contenção impediam que todo aquele tráfego passasse pelas áreas isoladas pelas policia e por isso as áreas livres ficavam mais interditadas. A policia realizava o seu trabalho, os enfermeiros e médicos também. O detalhe mais pertinente era perceber como seria fácil para alguém simplesmente se disfarcar de médico ou enfermeiro e entrar alí com facilidade. Não havia segurança, a maquina de ponto era por senha e dessa forma qualquer um mais inteligente poderia conseguir a senha com alguém, de fato um hospital não deveria ser um lugar perigoso como um banco e por essa razão a vigilância era um tanto básica. 

Contudo com toda aquela policia talvez fosse um pouco mais dificil de sair dali. Caso Merlin ou os sequestradores ainda estivessem ali certamente estariam com problemas. 

Karen : - Os policiais estavam checando as cameras, caso o sequestrador ainda esteja no predio ele será reconhecido. 

Chase seguia com Karen pelos corredores do hospital quando subtamente sentiu que algo não estava certo assim que adentrou o corredor no qual estava o quarto de Johnnathan Merlin.



A sensação que Elohim teve foi de morte, contaminação, pecado ... Era difícil de explicar pois Chase ainda não tinha uma percepção clara quando o assunto era presciência. Mas sentir que algo de estranho teve por ali era inevitável. Ele sentia o cheiro da contaminação do mais repulsivo dos demonios na parede, e por mais que aquele cheiro fosse forte, nem Karen nem mesmo outros policiais pareciam ter indentificado esse. Nicolly Ives estava sentada com um cobertor no corpo. Tinha a companhia de um policial que Karen chamou de Nicholas, ele era jovem até parecia um cadete, trazia um copo de café para ele e para ela. A jovem usava as duas maos para segurar a xícara de plástico. Percebeu quando Chase e Karen chegaram . Karen e Nicholas começaram a conversar dando a chance perfeita para que Chase pudesse iniciar uma conversa com a moça.  


Citação :
Chase Teste de Per+Investigação(Atento) Diff 7. = 3 Sucessos
Chase Teste de Per+Presciencia Diff 6. = 1 Sucesso


_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Qua Dez 13, 2017 8:35 am

Jean Dasnoy
FDV 4/6
Vitalidade - 1 Machucado (1 Contusivo 1 letal - 1 dia p/ recuperar) 




Hospital Long Branch Medical Care  -  8:15

Angelo parecia esperar uma outra resposta de Jean. O garoto se desmotivou e buscou entender o depoimento de Dasnoy enquanto o mesmo falava. 

Angelo : - Eu entendo. A Joselyn é perigosa, fique longe dela. Se eu fosse você saía daqui assim que você tivesse uma chance, vá com seus pais para Philisburgh tranque esse periodo da faculdade. Sua vida é bem mais importante do que toda essa merda que está acontecendo.O Leo sempre esteve certo, ele estava próximo da verdade... Eu preciso te contar uma coisa...

Naquele momento os pais de Jean voltaram com o médico. Um homem alto negro com um olhar de sábio. 

Dr. Nite : - Ora, ora como está o meu garoto ! Sente-se melhor Dasnoy ? 

O médico se aproximou de Dasnoy sem cerimonia e foi logo encostando seus dedos gelados em sua face para enxergar os seus olhos de perto. Acariciou vagarosamente sua face o que ainda doía um pouco e exclamou. 

Dr. Nite : - Desculpe senhor e senhora Dasnoy. Ele precisará de mais uns dias de repouso, ele não poderá ter alta. Caso o plano de vocês cubra um outro hospital sugiro que vocês re aloquem ele, pois esse lugar está uma bagunça mas caso o contrário ele terá de ficar aqui. Se ele tiver alta ele pode desenvolver um trauma interno localizado na face e isso acabará em intervenção cirurgica. Espero que vocês escolham o melho para o filho de vocês. 


Um pouco desapontados os pais de Jean o abraçaram e disseram que a melhor opção era deixa-lo ali esta manhã e que o levariam a tarde para um hospital menos conturbado. 

Angelo : - Eu vou avisar a dra. Strong e o Abel de que você ficará na cidade, eles queriam ve-lo. O pessoal na faculdade também está sentindo sua falta. A Leilla, Roy e até o idiota do Brawson pediram pra ligar pra você quando pudessem . 

Dr. Nite : - Ele pode fazer ligações contato que não durem muito tempo. 

Jean tinha o resto da manhã para decidir o que faria enquanto seus pais iriam embora junto Angelo. Angelo antes de sair resslatou . 

Angelo : - Lembre-se do que eu disse Jean. Isso é muito perigoso pra você.

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Freak Demon
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Qua Dez 13, 2017 8:39 am

A forma como ele iluminou aquele lugar me tocou o coração. Não sabia dizer se era algo bom ou ruim, mas certamente foi intencional. A forma como aquele lugar estava brilhando trazia uma sensação nostálgica, de algo a muito tempo não visto ou mesmo(intencionalmente) esquecido. Quando terminou, ele calmamente soprou a vela do lampião, repousando o instrumento sobre um banco de madeira. Ele se virou em um ângulo onde toda a luz refletia em seus olhos. Olhos perturbadores demais para um humano encarar.

Fael escreveu:
Me invocar ? Nossa você tá precisando se atualizar, eu quase me lembrei de como éramos naquela época. Você não deve se lembrar de mim, na verdade eu acho que você é novo nisso tudo, de alguma forma você veio até a mim como se eu fosse um farol. Ouuu melhor !! Espere !!

Ele saltou de um dos bancos, abrindo os braços em uma súbita empolgação. Aquela visão me incomodou, mas eu nada disse.

Fael escreveu:
Esse lugar inteiro te chamou !! Você sente o poder que este lugar possuí ? Eu venho aqui todas as noites por que é neste lugar que eu sinto uma parte da verdadeira criação.

Fael dizia algo que fazia sentido. Havia uma sensação (incômoda) no ar. Uma energia densa (ao menos densa para mim) pairava no ar. Era como algo que drenava, que induzia a um estado semiconsciente de forma forçada. Senti meu peito e depois todo o corpo formigar. Uma anomalia? Um verdadeiro antro emanando a essência criadora das coisas e dos seres? Antes não era assim.

-- Existe uma certa verdade em suas palavras. Esse lugar era como eu. Estava rachado, desprovido de propósito. Havia uma conexão entre esse lugar e eu, mas agora não há mais. De alguma forma parece que esse lugar recuperou... a essência; ou ao menos está recuperando. Diferente de mim, é claro.

Eu não me mexi, tampouco esbocei qualquer tipo de reação. Mesmo quando Fael se aproximou, eu demonstrei pouco ou nenhum interesse de interagir com ele. Detesto quando me roubam a paz da solidão.

Fael escreveu:
Lakariel, você já foi o amor em forma de virtude. Mas o que você é agora ? O que restou de você Lakariel ? Calma, calma, calma. Talvez eu esteja forçando a barra um pouco demais. Se as coisas estão confusas eu certamente não estou ajudando, por que eu falo tanto ? Faça o seguinte, lhe darei a chance de fazer 3 perguntas. Se essas três perguntas não te ajudarem eu desapareço e nunca mais precisará sentir minha presença outra vez ! O que me diz ?


"Isso é verdade. Você fala demais."

-- O que eu sou agora... O que restou de mim? Essa é fácil de responder. É um raciocínio simples. É só ignorar essa casca, esse refúgio e pensar no que realmente somos. Somos eternos, não é? Todos fomos feitos com um propósito, mas o que é um ser existente ou uma consciência sem propósito? O meu propósito era o amor. Todos os seres e coisas precisam de amor. O amor é a vitalidade da criação e manutenção de toda a vida. O que sou eu agora? Um ser sem propósito. Um ser sem amor. O que é um ser eterno sem amor? Um ser maldito, perdido e esquecido. Com nada além de... tristeza, e vazio.

Ele queria três perguntas. Eu não entendia qual era o propósito daquele ser. O que ele realmente queria com essa atitude samaritana?

-- Três perguntas, você diz... A última vez que nos perguntamos, refletimos e filosofamos foi quando estávamos decidindo se iríamos contra as ordens Dela, e veja no que deu... A diferença é que agora eu não tenho mais nada a perder, então vamos lá: Em primeiro lugar, qual é o teu propósito, Fael? Não pergunto o propósito das tuas palavras, mas o desejo do teu coração. O que pretende ganhar com essa atitude de bom rapaz, por assim dizer.

Antes de prosseguir eu contornei o quadrante para o lado oposto. Mantive certa distância dele.

-- Em segundo lugar, por que se sente tão a vontade aqui?  Eu nunca o vi aqui antes, mas você me diz que sempre vem aqui. Por que essa sensação te causa conforto?

Foi agora que eu olhei nos olhos dele de forma direta e profunda.

-- Em terceiro lugar, por que me pede perguntas, sendo que você já me conhece? Se você frequenta aqui, já deve me observar a um tempo. Se tem algo genuinamente empático em tua atitude, você já sabe o que eu preciso ouvir. Não há necessidade de que minha voz exponha o problema.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Black Thief
Admin
Admin
Data de inscrição : 10/05/2017
Idade : 25

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Dom Dez 17, 2017 7:47 pm

Chase havia observado o local com seus olhos complacentes e emoções predatórias... Um Hospital, cheio de pessoas vulneráveis, fracas, tristes... O sentimento de ser mais forte e capaz que um outro ser vivo era bonito e Chase se via acima daquelas pessoas, fisicamente e intelectualmente e como de maior rompante, sua vontade era de destruir a todos, chocá-los acima de tudo. Para Chase destruir alguém, seja por dentro, ou por fora, era como um passeio agradável no parque e aquele era um playground completo, era como olhar as pessoas e decidir qual dos jogos deveria jogar, mas definitivamente o mais interessante era Nicolly, afinal ela seria o centro das atenções naquele momento, e a julgar pelo cenário tão favorável a pessoas como Chase, era como jogar no modo "fácil", de certa forma tedioso, mas as surpresas ainda podiam tornar aquilo mais interesse e se Chase desse sorte, alguém morreria, ou melhor, ele poderia ver a oportunidade para matar alguém, sim se essa oportunidade surgisse ele o faria, de preferência sem ter que sujar suas mãos.

"Paramédico e uma ambulância, heim?"

Uma cena facilmente se materializou na mente de Chase, alguém disfarçado de paramédico, ou médico, levando Jonatham Merlim para um ambulância no estacionamento,


Karen escreveu:
Os policiais estavam checando as cameras, caso o sequestrador ainda esteja no prédio ele será reconhecido.


Chase então dizia em um tom confidente para Karen:

- Eu chutaria o estacionamento das ambulâncias.

Quando Chase ia se aproximando do corredor logo aquela sensação familiar lhe atingira o peito... Morte... Condenação... Profanação... Conceitos tão abstratos, filosóficos, morais... Chase permanecia tranquilo em seu interior e exterior, nem Karen nem outro humano poderiam ter aquelas sensação que os deixaria aflitos, chocados, o que faria o Abraço dos Condenados rir por dentro como uma piada levemente engraçada. Aquelas sensações eram fortes aos inferiores, a Chase denotava alguma competência, e ele estava certo, embora não fosse grande coisa se vangloriar de ter acertado nisso. O envolvimento de Tellor é sobrenatural e quem quer que trouxe essa essência tinha algum talento, apenas gostaria de abrir seu semblante para sentir melhor aquela emanação profana porém não queria deixar rastros como o pobre coitado que sequestrara Merlim, aquela sensação a priori era o suficiente para dizer que as coisas começariam a ficar interessantes.

Quando chegaram ao quarto, Chase e Karen encontraram Nicolly, uma garota, uma adolescente... Adolescentes, eram como pequenos passaros que ainda estavam aprendendo a voar, confiantes demais para alcançar o horizonte que tanto desejam. Era como um gavião chegar até a pequena andorinha para devorá-la por completo, lentamente, sem que ela mesma percebesse, e quando percebesse, já estaria no estômago da fera.

Chase se aproximou do policial e o cumprimentou educadamente. Via que Karen deixava o policial ocupado, permitindo que Chase se aproximasse da jovem, definitivamente Karen era útil, isso adiava ainda mais sua morte.

Chase via a jovem Nicolly quieta, tomando café, o que deixaria a garota ainda mais agitada. Ela estava com um cobertor, abatida. Chase se aproximou de Nicolly, com as mãos nos bolsos, como se ele mesmo não fosse de se aproximar muito sem permissão. Sua expressão facial denotava uma leveza natural, calma capaz de afetar o humor alheio, e com sua encantadora voz soando humanidade ele pronunciava.

- Olá Nicolly...

Chase olha para ela brevemente, no fundo de seus olhos, um olhar complacente... Aquilo não era de longe o que Chase sentia, na verdade ele gostava de ver aquela fragilidade, aquela depressão, aquela sofrência... Sua vontade era de empurrar o mal ainda mais goela abaixo daquela garota, e ele o faria, levemente, como todo bom amigo.

- Eu sou o dr William Chase, sou consultor da detetive Ford, estou ajudando no caso do sr. Merlim. Como você está?

Naquele momento Chase dissimulava sua falsa e inexistente empatia, a ideia era que Nicolly visse que ele estava vindo a tratar como ser humano e não como uma testemunha que seria levada de mão e mão por policiais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Mitzrael
Admin
Admin
Data de inscrição : 15/02/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Seg Dez 18, 2017 7:26 pm

Alex dava lugar ao Dunstiel que ainda engritos começava a rir .

Maudito animal burro como ousa tocar o anjo da morte , se seus dententes que vc tanto presa criatura entao vou começar por eles

Dunstiel fechava seus olhos e quando abria tudo em sua volta sentia a dimensao de seu poder

Tou vendo que terei de agir como celestial não como um mero policial , tudo bem vamos la , ta na hora de dançar essa roda da MORTEE .

Alex sumia por aguns estantes , Dunstiel fazia o que ´podia para se manter vivo .

pensando :
Ravi preciso de vc rapido vou criar uma distração vc tem de tentar achar o chef e tira lo daqui , vamos la gatinha me ajude .


gasto 1 de fdv pro acerto e vou usar em for demoniaca doutrina da morte .

Twisted Evil Twisted Evil

_________________
"Juro consagrar minhas palavras, minhas armas, minhas forças e minha vida em defesa dos mistérios da fé cristã"- Dustiel - Da Morte Gloriosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   Seg Dez 18, 2017 10:40 pm

EPÍLOGOS





Jean Dasnoy - Um mundo ainda mais obscuro que as sombras...

Os enigmas indecifraveis na vida do universitário Jean anda não acabaram depois daquela estranha noite de terror na casa de sua professora. Depois da visita inesperada de Joselyn em seus aposentos no hospital, Jean descobriu que outra pessoa foi sequestrada outra vez e para piorar seu melhor amigo Angelo ainda está muito estranho e fazendo perguntas sem sentido. Em quem Jean deveria confiar ?

Dustiel - Entre Cinzas e Chamas...

O Elohim ainda continua em sua busca frenética por indicios que possam inocentar e livrar o Annunnaki Agniel das garras de seu antigo Lord demoníaco Hadrakamus. Quanto tempo mais será que Agniel conseguirá resistir a interminável tortura do Soberano Rapinante demoníaco ? 

Sephiroth - Vingança...

Já estava na hora do Abraço dos Condenados finalmente ter pistas dos antigos seladores que atentaram contra a sua existência no passado. Sob a alcunha de Ray Tellor esse suposto individuo pode trazer as respostas para as perguntas escondidas por tanto tempo sob o véu do mundo das trevas ?


Lakariel - Em nome do Pai...

O despertar de Lakariel foi imbuído da mais atormentável e famigerada onda de sentimentos conflitantes. O Elohim ainda é uma massa disforme de sentimentos que planeja para sí uma forma de encontrar no novo éden, será possíve Lakariel sobreviver a esses novos tipos de sentimentos ?

Arthuriel - Novo Éden...Nova vida...

Ser um Elohim no mundo moderno pode ser bastante divertido, mas assim como a humanidade possuí suas belezas à também as suas complicações efemeras. Como Arthuriel irá lidar com isso ?

Kha'thladuz - Em busca do top do mundo...

A vida agora poderia ser um alpinismo social bastante interessante para a existência do demonio Namaru. Mas como seria viver escalar em mundo onde seus semelhantes governam com punhos de ferro ?


CONTINUA...


Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes 


Aqui você pode verificar o exp, ganhos e perdas de sua ficha. (Em Breve...)

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Long Branch By Night - Ameaça à Corte de Maliel Part. 2
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4
 Tópicos similares
-
» [VB6] Valor maior que o da variável Long
» Big Apple (Nova York by Night) - O Conto da cidade Vampirica .
» New Jersey by Night - Projeto Paradoxo
» New Jersey By Night - Tempos de Loucura
» [ÁLBUM] Troye Sivan - The Night is Timeless

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Entre Anjos e Demônios :: Narrativas :: Cronicas no Abismo-
Ir para: