Entre Anjos e Demônios

Forum gratis : Fórum destinado ao sistema de RPG storyteller Demônio a Queda para jogos Play By Fórum. Narradores e Jogadores ativos. Sistema de Exp e evolução de Personagem. Seja um Anjo ou um Demônio em uma busca pela decisão do Juizo Final.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
avatar
Freak Demon
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Ter Fev 27, 2018 5:16 pm

Citação :
- Eu não acredito...

Vê-la daquele jeito me causava uma certa confusão. Certamente era pelo fato de eu ser “novo” em tudo aquilo e não ter noção da gravidade da situação. Temendo ser inconveniente ou mesmo me passando por tolo, respeitei naquele momento o silêncio dos demais.

Citação :
- Isso ! Uma linguagem um pouco mais diplomática ! Na verdade não queremos que você faça isso mas Malliel certamente fará não é mesmo ?!..

Eu iria dizer "Eu faço", mas tive a impressão de que nenhum dos dois aprovaria.

Citação :
- As coisas estão piores do que imaginei. Vocês sentiram Agniel ser obliterado ?
Era completamente bizarro ver um Elohim vibrando naquelas emoções, visto que sempre costumávamos resolver as coisas de forma lógica e fria. Sarah tentou acalmá-lo, ajudá-lo de alguma forma, mas nada adiantou.

Citação :
- Nãoooo !!! Ahhhg ! Os rapinantes só conhecem essa língua Sarah ! Eles não vão parar. Lakariel, por favor leve Lirus com você e fiquem no Hotel Drake, lá é seguro. Não posso permitir perder nenhum de vocês dois.

– Claro, eu irei. Mas fique calmo, meu amigo. Sei que é difícil, mas coléra não irá ajudar. Sua mente e lógica precisam estar limpas.

Citação :
- E quanto a Sephiroth, Dustiel, Ravennael e Arturiel? Eles não respondem ao chamado!

Ouvi quatro nomes familiares. De todos, o que eu mais me recordava, era  o Elohim da Quinta Casa, Arturiel,  o Senhor da Tempestade Vermelha. Tê-lo como desaparecido só expande ainda mais a minha noção sobre a gravidade da situação que enfrentamos agora.

Citação :
- Lakariel, se eu precisar de ambos, você ou Lirus eu entrerei em contato, mas por favor. Procurem se proteger.

– Certamente. Mas se precisar, chame mesmo – dizia apertando a mão de Maliel mais uma vez. – Foi um prazer, meu caro.

Sarah pegou o telefone e chamou uma limousine blindada da NeavCorp para nos guiar até o hotel. Não levou mais do que quinze minutos. Fomos bem recebidos e logo nos acomodaram. Cada um de nós recebeu um cartão magnético. Apesar dos quartos separados, eles ficavam um de frente para o outro. O que mais me preocupava era Sarah. Ela me olhava, vez ou outra, com um olhar de tristeza, como se nós já estivéssemos condenados.

—Apesar de ter completa ciência do perigo que estamos, o que mais me entristece é o seu estado de espírito. Eu gostaria de poder fazer algo para confortar você. Me sinto meio inútil no meio de tudo isso.

Quando entrei no quarto, percebi como era espaçoso e chique. Havia uma banheira de hidromassagem, uma cama de casal que parecia ser muito confortável e toda a decoração em si era bela. No entanto minha cabeça estava a mil por hora, graças a tudo o que aconteceu. Não tinha muito tempo, mas tinha muitas coisas para pensar. Foi quando me lembrei...

Jane!

Me dirigi até o quarto de Sarah, bati na porta e aguardei.

Off: Assim que Sarah abrir, vou dizer:

– Desculpe, mas esqueci de dizer... Problemas mundanos, entende? Se você achar que não tem problema, posso dizer para algumas pessoas virem até aqui me encontrar? Preciso resolver um problema sério.

Caso Sarah não concorde, vou pedir o veículo emprestado para me encontrar com o pessoal da banda, mas antes vou ligar para eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Mitzrael
Admin
Admin
Data de inscrição : 15/02/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Ter Fev 27, 2018 7:31 pm

Dunstiel Sentia a angustia do local , mas esse era o unico geito de sair das garra do seu ex mestre .

Pensando : nem acredito que ele tenha socumbido o delegado , ele ta mas forte , tenho de chegar logo em Malliel ele vai ter de reunir todo seu grupo pra fazer algo .

Isso não pode ficar assim isso e uma declaração de guerra .


Alex olhava os simbulos intrigado ,

pensando : será que H possui outro algoz ? ou isso é trabalho da rave , ela viu como esse lugar estava contaminado pelo odio , espero que seja ela por traz disso mas vou verificar isso depois com mas calma , tenho de sair daqui primeiro .

Alex tentava sair dali o mas rapido possivel saindo das imediaçoes da delegacia e voltando ao mundo normal .

e iria ate ao encontro com o Malliel em seu escritorio por ele apar de tudo que estava acontecendo .


Twisted Evil Twisted Evil

_________________
"Juro consagrar minhas palavras, minhas armas, minhas forças e minha vida em defesa dos mistérios da fé cristã"- Dustiel - Da Morte Gloriosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Seg Mar 05, 2018 1:06 am

Valkyria (Freya Lothbrok)
Fé 3/3
FDV 7/7
Tormento 0/4  
Vitalidade: OK 


Hotel Drake - Long Branch  - 01:45

A sensação de angustia não iria passar tão facilmente. A jovem discou o número de seu pai, ele foi o primeiro, acordou o velho no meio da noite que ainda tinha uma voz sonolenta do outro lado do telefone, um alívio para ela ao menos. Foi assim com a maioria dos parentes que atenderam ou que ela se lembrou de ligar, nenhum deles parecia ter tido algum problema grave, alguns poucos amigos não atenderam a ligação as 2 da manhã, então Freya ficou com o benefício da dúvida lhe corroendo o âmago. 

Enquanto ela se corroía com aquele sentimento sozinha, mas que por um lado já estava muito mais tranquilo, afinal as pessoas que ela se preocupavam estavam bem, talvez fosse apenas a chuva qe lhe trouxera uma lembrança ruim de alguma coisa do seu passado Elohim. 

O telefone do hotel então tocava, e um recado era posto automaticmaente na caixa eletronica. "A senhorita Allen diz que precisa encontra-la, ela está subindo" 

Não demorou quase nada do intervalo da mensagem para as batidas na porta. Agatha estava ensopada mas não demonstrava frio, seus olhos demonstravam aquele aspecto demoniaco capaz de afugentar o mais corajoso dos homens, Freya sabia que quando ela estava daquele jeito, ela nunca estava de bom humor...

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Seg Mar 05, 2018 1:28 am

Jean Dasnoy
FDV 5/6  
Vitalidade - 1 Machucado (1 Contusivo 1 letal - 1 dia p/ recuperar)  (Sem penalidade de dados pelo resto do dia)



Dojo do Mestre Br Food Truck  -  16:30

Seu Pai não se surpreendia com nenhuma das colocações de Jean. Tudo parecia incrivelmente manipulado por ele, as coisas começavam a fazer um pouco mais de sentido. 

Sr. Dasnoy : - A sua ida em Silent Hill foi o seu maior teste Jean, Angelo também passou por sua provação naquele lugar, e nós o aceitamos na sociedade justamente por seu despertar em Silent Hill, seu amigo detem a mesma responsabilidade do que você. A de manter o equilibrio do bem sobre o mal. O deter que pessoas erradas se apoderem do conhecimento que Atiliel possuí.  Nosos objetivo agora será proteger Atiliel e todos os outros que fizeram parte do ritual das 8 virtudes, precisamos impedi Michael de reaver seu poder completo do seu demonio, você não saíria vivo de um combate contra Michael outra vez se ele estiver com seu poder mais intensificado. 

Jean escreveu:
 - Aproveitando o embalo, quem são os reconciliadores e os rapinantes?

Quando Jean falou sobre as facções, Atiliel olhou com um olha assustado para o pai de Jean, eles se entre olharam mas por fim ela se prontificou a falar, sua voz era doce e tinha um sotaque estrangeiro. 

Atiliel : - Eu preferia não entrar neste assunto agora, mas já que você sabe das facções eu irei explicar. Assim que os anjos de Deus foram expulsos do paraiso, 5 facções foram criadas, cada facção tinha um objetivo diferente sobre o seu destino. Eu pertenço aos Ocultos, uma facção de Anjos responsável pelos segredos do universo e com a responsabilidade de proteger dos Rapinantes e Luciferanos. 

Atiliel então demonstrou muito mais enfase nas próximas palavras. 

Atilliel : - Você precisa tomar muito cuidado com esses dois grupos de anjos. Eles são extremamente cegos por seus ideiais, os rapinantes juraram a Deus destruír tudo o que Deus mais ama, a humanidade e toda a vida na terra. os Luciferanos planejam trazer de volta o primeiro anjo rebelde de volta a Terra. Ele mesmo, Lucifer está em algum lugar preso pelas amarras de Deus, mas se por acaso os Luciferanos descobrirem como solta-lo, não teremos o inferno na terra outra vez. Michael é servo de um Luciferano, Erga Omnus é um demonio inescrupuloso e donetio que propaga as chagas e piores doenças que você poderia imaginar, ele quer ver a humanidade sofrer e eu não posso deixar isso acontecer. 

Nesse momento Otavio que estava  tempo inteiro calado segurou firme o ombro de Jean 

Otavio : - Não se preocupe Jean, nós estaremos sempre com você !

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Seg Mar 05, 2018 7:21 am

Lakariel (Aleister "Al" Blackthorn)
Fé 3/3
FDV 4/4
Tormento 3/3 
Vitalidade Ok




Hotel Drake - 02:00

Al escreveu:

—Apesar de ter completa ciência do perigo que estamos, o que mais me entristece é o seu estado de espírito. Eu gostaria de poder fazer algo para confortar você. Me sinto meio inútil no meio de tudo isso.

– Desculpe, mas esqueci de dizer... Problemas mundanos, entende? Se você achar que não tem problema, posso dizer para algumas pessoas virem até aqui me encontrar? Preciso resolver um problema sério. 

Sarah estava com um aspecto triste, não era nenhum pouco agradável ver Lirus naquele estado mas por alguma razão Lakariel também se sentia assim lá no fundo por causa de Agniel, era dificil explicar mas a sensação que ele tinha era a de ter perdido um avô distante que viajou e nunca mais iria voltar. A garota estava com os olhos mareados, segurava a maçaneta da porta, tentando achar as palavras que iria dizer, mas nada disse. Apenas sorriu levemente para esconder a tristeza e tocou rapidamente as mãos de Al em um gesto de que estava tudo bem, fechando a porta em seguida. 

Al tinha o caminho aberto para chamar seus amigos para o hotel e assim ele o fez, não demorou mais do que 20 minutos para que Dave, Tim e Jane estivessem todos reunidos no saguão principal daquele luxuoso hotel. Era perceptivel que todos os 3 estavam extasiados com tamanha representação de luxo naquele lugar, os empregados muito bem vestidos, música ambiente tranquila e um pequeno grupo de queda d'agua que representavam de forma subliminar o Bastião de  Il-Ilum cercada por um grande vidro grosso. Jane estava a observar as aguas cintilantes quando Al chegou ao encontro dos 3, imediatamente a jovem ainda um tanto desconfiada se manteve na defensiva e se aproimou do irmão, todos estavam ainda um pouco chateados com o que houve mas não era motivo para que tornassem aquilo uma situação ainda pior, eles resolveram deixar aquilo pra lá. 

Dave : - Cara, você vai pagar por tudo isso aqui ? 

Tim : - Hey, o Nate tá na merda cara, a mina que deu nos jornais que está desaparecida. É a irma caçula do Nate, ele tá até agora na policia tentando resolver essa loucura. Tá foda pro cara e a gente achando que ele tava chapado outra vez. 

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Seg Mar 05, 2018 7:53 am

Dustiel (Alex Riverstorm)
Fé 1/3
FDV 2/8 
Tormento 8/4  (+3Tormento)
Vitalidade: Aleijado - 5 (6 Agravados) 


Dominios Sombrios da Sede do FBI

Dustiel se via em uma versão completamente destruída do complexo controlado por Hadrakamus. As paredes continham ferrugem e sangue, eram esburacadas exatamente como se Dustiel tivesse usado o poder de decompor sobre elas. O chão era igual, concreto destruído e sangue espalhado por todo o lugar. 

O lugar possuía um grupo de corredores, elevadores e portas. Algumas portas haviam sido chumbadas com concreto mas era possivel ouvir gemidos bem baixos que vinham desses lugares. Em um dos elevadores Dustiel encontrava o selo mais uma vez, ele avaliou o selo e apesar de não ter muita certeza ele deduziu que o selo servia mais para impedir os espectros de sair daquele lugar do que alguém de entrar, isso só provou o motivo pelo qual Dustiel entrou e não conseguiu utilizar o seu poder de travessia pelos reinos naquele lugar.  

Ainda muito fraco Dustiel precisava encontrar uma forma de sair dali, seu poder de travessia dos reinos não estava funcionando devido aqueles selos mágicos nas paredes da pelicula. Ele continuava escutando os murmurios que vinham das escadas do andar de baixo e das portas chumbadas de concreto, ele tinha certeza que eram espiritos que sofriam e se lamentavam ali. Dustiel estava em um cenário de tormento e dor, almas inquietas e espiritos criador pela ódio de hadrakamus e outros seres perversos de Long Branch. 

Dustiel podia explorar o lugar, mas sabia o quanto aquele lugar era perigoso, ainda mais fraco, havia os andares de cima que estavam mais silenciosos, havia os andares de baixo que tinham os gemidos de pessoas que pareciam sofrer e ainda havia as portas chumbadas de concreto que ele poderia verificar. 

Como Dustiel iria conseguir se livrar daquele tenebroso lugar ?

Dustiel escreveu:
Teste de Percepção + Ocultismo Diff 7. = 1 Sucesso
Destreza+Presciencia Diff 9. = 0 sucessos (Limite de sucessários não conseguido)


_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Black Thief
Admin
Admin
Data de inscrição : 10/05/2017
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Seg Mar 05, 2018 9:31 am


__________________________________________________________________________________________________________________


Nova Trilha Sonora:
 

Naquele momento Freya tinha esquecido completamente a questão do fuso horário graças àquela preocupação gigantesca que a engolia como uma praga faminta e com isso acabou incomodando Skjorg. A conversa foi breve, apenas para perguntar se estava tudo bem e aparentemente estava. Logo a ligação foi encerrada e Freya passou para os próximos, amigos distantes a quem se importava que estavam em casa, felizmente a maioria atendeu, mas uma outra parte não o fez e Freya sabia que devia ser porque estavam dormindo e não queriam ser incomodados, aquilo ajudou a garota a dar uma leve amenizada em seu coração inquieto mas a aflição não passou totalmente e não passaria tão cedo, menos ainda se não confirmasse que seus amigos em casa estavam bem, mas por agora tinha que fazer o máximo para que isso não a afetasse agora, não havia nada que podia fazer além de esperar um horário mais adequado para fazer as ligações faltantes.

Freya mantinha o celular na mão e suspirava fortemente enchendo a boca com ar e bufando totalmente para fora, como se aquilo fosse aliviar algo da pressão do peito, e realmente aliviara, mas só no momento do ato, era como se ela precisasse bufar mais para manter um certo relaxamento e como fazer isso era cansativo e esquisito, Freya se limitou a inspirar e espirar profundamente para forçar uma calma. Ela olhava para a chuva na varanda que começava a cair... Via os trovões e aquilo a fazia lembrar do "sonho".

"Thor... Você está por aí em algum lugar?"

Perguntou a si mesma em seus pensamentos, ainda não sentia-se preparada para dizer o nome dos seus irmãos, ainda não se sentia preparada para muitas coisas. Ela apoiou seu cotovelo na barra da varanda, felizmente a chuva não estava chegando até ali, pelo menos não de forma incomoda. Sua mão apoiava o queixo, uma posição que demonstrava o ar pensativo da garota de cabelos platinados. Ela esvaziava sua mente, respirava profundamente tentando se botar no eixo e antes que pudesse conseguir fazer isso ela escutava a secretária eletrônica anunciando que Agatta estava subindo. Freya logo virou-se para ver a secretária e via a luz verde piscando indicando a mensagem. Com passos apressados Freya ia se arrumar, não iria vestir uma roupa bonita para recebê-la assim pois não havia nem tomado banho, ia recebê-la com roupas casuais mesmo.

Quando estava procurando uma roupa melhor para se vestir a porta era batida e Freya respondeu:

- Já vai!!!

E assim ela rapidamente tratou de se vestir, um shorts feminino curto, uma blusa regata branca e um par de chinelos. Pegou suas roupas de dormir as enrolou na mão e simplesmente jogou dentro de uma sacola para por na mochila, havia suado muito naquelas roupas. Rapidamente foi até a pia onde jogou uma água no rosto e o secou com a mesma agilidade. Finalmente andava rapidamente até a porta aonde atendia e recebia Agatta com um sorriso que logo se desfaleceu ao ver estado dela.

- Meu deus você tá ensopada!!!

Freya logo permitiu que Agatta entrasse e enquanto ia buscar uma toalha para ela perguntava com um evidente tom de preocupação.

- Se eu soubesse que você tava nesse estado teria atendido com mais urgência. O que houve com você???

Enquanto Agatta respondia Freya já voltava com uma toalha e entregava para a mentora, curiosa e preocupada sobre o estado emocional de Agatta, que certamente fora o motivo de ela ter precisado vir tão apressadamente debaixo da chuva.

_________________



~ O Herói que entra em Valhalla não lamenta sua Morte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Mitzrael
Admin
Admin
Data de inscrição : 15/02/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Seg Mar 05, 2018 12:02 pm

Dustiel sabia que no estado que estava não poderia não seria de grande ajuda .
sendo assim ele subia as escadas procurava janelas de vidros enquanto subia ate o terraço .

Pensando : que droga eu não posso fazer nada por isso , maldito h vc se aliementa desse sofrimento e agunia logo vc que sentiu o tormento do abysmo , como pode fazer isso com essas almas , maldito .

Vou a cabar com vc , pode ter certeza disso seu fim ta proximo , vc vai voltar a sentir tudo que vc ta fazendo com essas pobre almas .


Alex não tinha noticia de rav será que ela esta bem ? ou esse selo esta a mantendo longe assim como os espiritos .


_________________
"Juro consagrar minhas palavras, minhas armas, minhas forças e minha vida em defesa dos mistérios da fé cristã"- Dustiel - Da Morte Gloriosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Freak Demon
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Seg Mar 05, 2018 7:07 pm

Sarah reagiu de uma forma um tanto previsível, considerando a situação que estávamos enfrentando no presente momento. O seu desanimado aval me partiu o coração, mas eu nada disse quando ela fechou a porta. Eu enfrentava tanto um problema espiritual com os rapinantes quanto um problema físico, que eu mesmo criei, com os meus parceiros de banda e com Jane. Decidi operar levando em consideração a facilidade de resolução e a ordem de surgimento dos impasses. Como pude perceber que Sarah não reprovou de forma alguma o meu desejo de contatar meus amigos, não perdi mais tempo e retornei a ligação, dizendo onde estava e que precisava falar com eles.

Acredito que não levou mais do que vinte minutos para que o grupo chegasse ao saguão do Hotel Drake.  Quando cheguei, os peguei todos aparvalhados, admirando todos os elementos de beleza que soavam juntos, como o campo harmônico de uma tonalidade específica em uma bela música. A arquitetura, a música ambiente e os detalhes mais ínfimos que estavam minuciosamente configurados para influenciar o subconsciente humano e os sentimentos certos encantavam a todos. No entanto, quando desci até lá e me aproximei deles, pude perceber que todos ainda estavam chateados com o episódio ocorrido naquela bimboca, graças ao meu descuido.  Jane, me olhou com desconfiança, como se eu fosse algo nocivo e correu para o irmão, em um movimento inconsciente para buscar proteção. Aquilo me arrasou por dentro mas, mais uma vez, nada disse.

— É muito bonito, não é? Um local inspirador para compor, sem dúvidas.

Citação :
- Cara, você vai pagar por tudo isso aqui ?

— Não. Seria muita pretensão minha. A estadia aqui é mais um favor, um presente de um amigo que veio mais como uma situação de necessidade. Não se preocupem. Eu vou explicar tudo.

Citação :
- Hey, o Nate tá na merda cara, a mina que deu nos jornais que está desaparecida. É a irma caçula do Nate, ele tá até agora na policia tentando resolver essa loucura. Tá foda pro cara e a gente achando que ele tava chapado outra vez.

A notícia me pegou de surpresa. Tive que fazer uma longa e reflexiva pausa antes de prosseguir.

—Julgamos mal ele. Preciso pedir desculpas para ele. Quanto a banda, não se preocupem com o evento. Podemos conseguir lugares melhores para tocar e melhores contatos... O problema mesmo foi o que eu fiz. Eu antecipadamente peço perdão a todos vocês. No entanto, uma pessoa em particular se chateou ainda mais com a minha atitude idiota e imprudente. – nesse momento eu olhei para Jane — Eu quero mostrar meu quarto para todos, mas se não houver problemas, gostaria de subir primeiro com Jane. Preciso de um momento a sós com ela, para me desculpar.

Off:  Considere o trecho abaixo caso ela concorde em subir comigo.

Apesar de Jane estar ao meu lado, mantive uma distância razoável. A última coisa que queria era deixá-la desconfortável. Mesmo no elevador, mantive-me mais escorado no canto para dara a ela mais espaço. Não queria que ela pensasse que eu a estava sufocando – denovo. Na soleira da porta, passei o cartão e aguardei a trava eletrônica ser liberada enquanto o dispositivo lia e interpretava a informação de solicitação de abertura.

– Fique à  vontade, sim? É bem confortável e eu posso pegar algo para você beber, se quiser.

Usei o luxo do quarto ao meu favor. Aguardei pacientemente ela tirar suas impressões e se acomodar. Quando deduzi que ela estava mais relaxada, eu prossegui sem me aproximar muito dela.

– Eu te peço perdão, Jane. Às vezes eu tento fazer coisas que estão acima da minha capacidade e acabo estragando tudo. Em momento algum eu jamais quis te magoar ou te deixar desconfortável. Eu sou um jovem estúpido, sabe? Tenho muitos defeitos, mas eu juro que isso jamais vai acontecer de novo.

Eu me aproximei de forma vagarosa dela, evitando qualquer movimento brusco, para que ela não se apavorasse. Não toquei nela, apenas me aproximei mais.

– Eu espero que você não fique magoada comigo. Espero também que nossa relação não mude.  A visão das lágrimas escorrendo pelo seu rosto vai me assombrar pelo resto da minha existência acredite; pois de todas as pessoas no mundo, você é quem eu jamais faria algo de ruim de forma intencional.

Naquela hora eu não consegui suportar. Ver o rosto belo e inocente dela me encarando com aquele olhar de dúvida... Aquele olhar profundo... Não parecia triste, mas confusa. Eu não estava vendo somente Jane na minha frente, estava vendo Ela; estava vendo A Criadora. Meu corpo todo começou a tremer e fraquejar, e minhas lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto. Acabei caindo de joelhos diante dela, sem ousar erguer a cabeça para olhá-la. Me limitava a encarar o chão, enquanto tentava falar sem tremer.

– Me perdoe, Senhora. Eu cometi um erro, mas jamais farei algo contra ti novamente. Eu estou pronto para arcar com qualquer punição que achar adequada... Eu estou prestes a ceifar minha existência, se este for seu desejo. Se minha destruição a fizer sorrir de novo, eu alegremente a provocarei por conta própria.

Jane... Amor é algo deveras débil para expressar o que sinto por você. É algo muito maior que o amor mortal.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
bahamut
Mortal
Mortal
Data de inscrição : 03/04/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Qua Mar 07, 2018 2:24 am

Jean olha para seu pai e a entidade ao lado dele e fazendo uma cara de impaciente, solta bruscamente.

Jean: - Então tá, quando começamos?

Jean agora não estava mais em uma vida voltada para os estudos e carreira. O foco de sua vida iria quase virar do avesso e ele não estava assustado com isso, pelo menos não agora. Jean lidou com as situações amedrontadoras antes mas agora ele tinha reforço. Tudo soava como uma aventura mas Jean sabia o gosto do perigo que essa aventura trazia.

Jean: - O que mais sabemos? Michael agora tá de consorte co capeta, blz. O senhor Strong tá ajudando ele nessa, blz. Tem também a vaca leitera que era empregada do Sr. Strong, como é mesmo o nome dela? Ela foi até o hospital de madrugada pedir para que eu fique fora do caminho dela e ela não me incomodaria mais. Algo a acrescentar?

Jean agora já tinha mudado a sua posição e conseguia enchergar a todos, como se estivessem em um pequeno círculo.

Jean: - Ah, Atiliel certo? Não me contou ainda quem são os reconciliadores.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Sab Mar 10, 2018 12:53 am

Dustiel (Alex Riverstorm)
Fé 1/3
FDV 2/8 
Tormento 8/4  (+3Tormento)
Vitalidade: Aleijado - 5 (6 Agravados) 




Dominios Sombrios da Sede do FBI

Dustiel preferiu evitar qualquer contato com os seres daquele lugar, ele estava frágil, na verdade seu corpo mortal não tinha a mesma capacidade de aguentar o que Dustiel podia aguentar. Cansado o Elohim resolveu seguir para cima se afastando dos gemidos que escutou, a cada passo que ele subia na escada podia sentir duas coisas: 

Que estava cada vez mais distante dos melancolicos gemidos, mas a cada passo que dava seu pé afundava em uma espécie de terra negra, deixando o aspecto de concreto pra trás. Dustiel seguiu até o andar superior, o cheiro de cinzas ficou forte e provavelmente era aquilo que estava em seus pés. Cinzas... Seus pés se sujaram de sangue e cinzas, Dustiel já havia visitado a umbra algumas vezes e todas vez era como estar no interior de outra realidade. Dustiel ainda não havia se acostmado as mudanças que ocorreram ao longo de todos esses séculos de exisencia que ele se manteve no abismo, aquele cenário era outro, mas sem duvidas muito de Radrakamus estava ali. 

Dustiel escreveu:
Teste de Int + Ocultismo Diff 7. = 0 Sucessos
O lugar era começava a se assemelhar com uma fornalha fechada, uma maior quantidade de cinzas ao chão que chegava aos joelhos de Dustiel, mas a frente estava uma criatra despenada. Ravennael sentada no chão com alguma parte coberta pelas cinzas, Seu semblante estava quase completamente aberto, suas longas asas negras e seu rosto pálido do alabrastro estavam em evidência. Ela disse: 

Ravennael : - Este lugar é um lacre. Se sairmos, podemos abrir as portas do inferno para os mortais de Long branch, por que não vivemos por aqui Dustiel ? Acho que o ue criou este lugar não queria que o que está aqui tivesse que sair, posso ter certeza que foi um dos nossos irmãos da 4 casa que alimentou a barreira deste lugar. 


Dezenas de corvos e gralhas estavam ao lado de Ravennael, eles gralhavam como se protegessem Ravennael de todo e qualquer invasor, quem sabe fossem espiritos, seus olhos eram misteriosos e tenebrosos. Nem mesmo Dustiel parecia ser amigo o suficiente para poder se aproxima de Ravennael sem que os corvos pudessem ser hostis com ele. 

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Sab Mar 10, 2018 8:56 am

Lakariel (Aleister "Al" Blackthorn)
Fé 3/3
FDV 4/4
Tormento 3/3 
Vitalidade Ok


Hotel Drake - 02:15

Depois de explicada algumas coisas, o grupo pareceu um pouco mais tranquilo, Tim e Dave já começavam a aproveitar o serviço do hotel pedindo um garrafa de um belo Whiskey e conversavam entre sí quem iria pedir para Al para que ele colocasse na conta do hotel. Talvez eles achassem que estavam falando baixo mas eles não estavam, um pouco mais afastada estava Jane. A garota intercalava suas ações entre olha as mensagens do celular e apreciar um pouco a vista da chuva na janela que estava bem forte, enqaunto no hotel o clima do aquecedor estava bem confortável, lá fora o frio e a umidade deveriam estar bem ruins. 

Al se aproximou vagarosamente e pediu desculpas mais uma vez. Jane sorriu sem jeito, como quem preferia não tocar mais no assunto, cruzou os braços em defesa e olhou para baixo para não olhar Al diretamente nos olhos. O musico ainda avisou seus colegas mas eles pareciam mais preocupados com quem o que iriam beber o resto da noite que não parecerem se preocupar com o que Al disse, Jane então aceito seguir-lo. De fato havia um momento de silêncio, o relacionamento de Jane e Al fragilizou um pouco mas enquanto estavam no elevador Jane ainda sem jeito perguntou. 

Jane : - Quem é esse seu amigo que te ajudou a bancar uma estadia no Hotel Drake, o mais sofisticado hotel da cidade ? Algum empresário ou alguém que a gente conheça ? hehe

Ela sorriu de forma simples e isso foi bom para Al, parece que nem tudo estava perdido, apesar de Larakiel ainda tentar entender por que Al era tão preocupado com os sentimentos da mortal em especifico. Esse sentimento de monogamia humana ainda era um enigma para o Elohim que como todo anjo poderia achar que todos merecem amar e ser amado da mesma forma. 

Assim que entraram no quarto, Jane já estava um pouco mais  a Jane de sempre, energética e brilhante. Ela correu para a hidromassagem e se admirou com a quantidade de loções, hidratante e perfumes que havia na bancada a disposição do cliente. a tela da TV parecia um quadro ou uma grande janela pregada na parede e o aparelho de som tinha amplificadores por toda o quarto que era dividido em Quarto, suite, varanda e uma saleta de estudos ou jogos. 

Jane : - Que quarto enoooormeeee ! 

Al precisou esperar um pouco a exautação de Jane para começar a conversar com ela. A garota se sentou no sofá de frente para a TV que estava desligada e crusou as pernas, ela usava uma saia curta negra com renda de flores igualmente negras, a blusa era negra também mas feita de swetter fino e transparente que iria até o punho, por baixo do sweeter transparente ela tinha um sutiã vermelho sangue no qual só podia ser percebido os detalhes quando Al ficou perto sentado com ela no sofá. 

Al, então se desculpou, ela arregalou os olhos pois talvez percebeu que aquele era o objetivo de Al o tempo inteiro, ele parecia sincero quando disse que ve-la chorar tinha sido muito ruim para ele, a garota jogou o cabelo para trás da orelha e demonstrou um pouco de nervorsismo, sua boca ficou seca, e ela de tempos em tempos a umidecia levando os lábios para dentro da boca. Seus olhos corriam para o ambiente como se ela tentasse fugir de um contato direto com os olhos de Aleister, foi então que ela segurou a palma da mão do jovem e gentilmente brincou com seus dedos. (Aleister Aparencia 4)

Jane : - Eu não quero que você ceife sua vida como uma letra da Hollow Dreams Al, eu queria muito poder sentir seu coração palpitar tão rápido, quanto o meu está agora. Eu quero sentir aquele sentimento reciproco de adolescente, mas acho que você não repara em mim. 

Jane não era como uma modelo e de fato havia milhares de fãns e prostitutas que os integrantes do Hollow Dreams poderia se satisfazer, mas Jane era extramentente substancial no coração de Aleister, ou seria na cerne celestial de Lakariel ?

Aleister escreveu:
teste de Manipulação(Convincente) + Empatia Diff 4. = 3 Sucessos



_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Sab Mar 10, 2018 10:10 am

Jean Dasnoy
FDV 5/6  
Vitalidade - 1 Machucado (1 Contusivo 1 letal - 1 dia p/ recuperar)(Sem penalidade de dados pelo resto do dia)




Dojo do Mestre Br Food Truck  -  16:45

Jean escreveu:
- Então tá, quando começamos?

Sr. Dasnoy : - Nós já começamos meu filho e você se provou muito competente. 

Otavio : - Pegue Leve Jean, eu ajudei com os seus ferimentos mas eles ainda estão aí, seu corpo pode sofrer sequelas maiores se você continuar a exigir demais do seu corpo sem o devido treinamento e recuperação. 

Angelo : - Isso mesmo, enquanto você estiver assim eu vou avançar nas investigações, você protege Atilliel a qualquer custo junto com seu pai. Como Jean disse, Michael parece ter dois servos trabalhando com ele, o reitor da faculdade que parece ser  verdadeira mente pensante do grupo, foi ele quem descobriu o ritual. Eu e seu pai já estávamos de olho nele Jean. E por outro lado temos Joselyn, ele parece ter conhecido ela na viagem ao méxico. Não sabemos muito sobre ela mas ela parece ter sido persuadida a fazer parte dessa trama toda. Agora você está dizendo que ela quer cai fora, isso ainda está muito estranho. Jean tenha cuidado com o que vai falar ao Abel, ele ainda não sabe de nada e talvez seja melhor ele ficar longe disso tudo. 

Otávio : - Eu vou com você Angelo ! 

Os dois estavam prontos para sair quando a voz de Atiliel chamou a atenção deles, junto com a pergunta de Jean, a dupla também parecia interessada em saber o maximo possivel sobre tudo. 

Atilliel : - Os reconciliadores representam a parte ainda arrependida de nós. Sabemos que cometemos um erro, mas são os reconciliadores que procuram uma forma de voltar ao éden, todos nós podemos fazer uma ou outra ação para ajudar a humanidade, mas os reconciliadores são os unicos que ainda acreditam que podemos ser os Elohim de Deus outra vez. 

Naquele momento Atilliel magicamente ergueu suas asas, um brilho majestoso se reverberou de seu corpo, uma luz calorosa de cor dourada, como o sol singelo da manhã. Sua pele escureceu como se ela fosse uma trabalhadora de sol a sol. Seu rosto se cobriu de tatuagens que mais pareciam rotas que levariam para os mais distantes mundos além do planeta Terra. 

Todos olharam para Atiliel admirados e Jean sentiu de certeza que ela totalmente o oposto daquela força maligna que Michael exalava.   

Atilliel : - Michael não pode nem me encontrar nem realizar o sacrificio das virtudes. Ele precisa ser mandado de volta ao abismo e este tal de S. Strong e Joselyn não podem traze-lo de volta ! 

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Freak Demon
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Sab Mar 10, 2018 6:45 pm

Jane escreveu:
- Quem é esse seu amigo que te ajudou a bancar uma estadia no Hotel Drake, o mais sofisticado hotel da cidade ? Algum empresário ou alguém que a gente conheça ? hehe

Vê-la assim me fez sorrir brevemente. Ela já demonstrava sua energia de sempre.

-- Um bom amigo. Prometo que no tempo certo você conhecerá ele.
_________________

Jane escreveu:
- Eu não quero que você ceife sua vida como uma letra da Hollow Dreams Al, eu queria muito poder sentir seu coração palpitar tão rápido, quanto o meu está agora. Eu quero sentir aquele sentimento reciproco de adolescente, mas acho que você não repara em mim.

Jane estava nervosa. Isso era fácil de perceber. Ela estava totalmente perdida. De certo modo isso era bom, afinal parecia a mesma Jane de antes. Ela não tinha evitado ou tentado correr do ambiente, então era sinal que nem tudo estava perdido. Seu amor por Aleister ainda existia, apesar do meu descuido.

-- Eu reparei em você desde a primeira vez que te vi. -- isto é, desde a primeira vez que eu, Lakariel, a vi, portanto não era mentira -- Não foi fácil. Você é irmã de um sujeito que é praticamente meu irmão e sabe, apesar de tudo, eu sou um sujeito bem tímido quando existe sentimento verdadeiro envolvido.

Nessa hora eu me arrisquei um pouco mais, porém de forma sutil ainda, para não deixá-la desconfortável. Eu passei a ponta dos dedos levemente em seus cabelos ruivos.

-- Prostitutas e groopies não são nada. Elas são um vazio que tento preencher, mas não consigo. Para preencher esse vazio eu preciso de amor. Não há amor com elas. O que eu quero dizer é que sempre te amei, mas me acostumei a ideia de que não poderia ter você, portanto me conformei. Embora sempre tenha evitado demonstrar, a verdade é que sempre amei você, Jane. Eu poderia viver sem o seu amor, mas quando vi que te magoei, aquilo foi demais para mim. Ver suas lágrimas quase me destruiu.

Eu voltei a olhar para o chão, sem me levantar. Permaneci de joelhos, ainda me sentindo mal.

-- Foi então que sai rapidamente daquele lugar, correndo para a velha catedral abandonada, na esperança de sentir paz. Só piorou ainda mais. Ficava lembrando dos seus olhos, do seu sorriso e da sua energia jovem, da euforia, da forma como brinca com nós e ri das piadas estúpidas que contamos. Você é cativante, sabe? Você, a seu modo, é inocente, doce e pura. Você é bela, e tem esses cabelos de fogo fascinantes, mas você é muito mais do que isso; e é por isso que, diferente de fãs e prostitutas, eu te amo.

Nessas horas eu beijei os pés dela como um último sinal de perdão.

-- Eu tinha de me abrir e dizer a verdade e, agora que o fiz, não vou te atormentar mais com isso nem com nada. O que acontecerá entre nós, a partir de agora, está completamente em suas mãos. Você pode achar exagero o que eu digo, mas a verdade é que o que eu sinto por você é e sempre foi algo muito mais forte e intenso do que uma paixão adolescente. Farei o que quiser e o que mandar. Se quiser que eu me afaste e me cale, eu farei, mas se quiser que eu fique, estarei pronto para obedecê-la e servi-la no que for, apto a fazer qualquer desejo seu.

Off: Se em qualquer momento precisar de um teste de manipulação+empatia, considere que eu gasto 1 FdV.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
bahamut
Mortal
Mortal
Data de inscrição : 03/04/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Seg Mar 12, 2018 1:45 am

Jean pensou nas palavras que escutou enquanto Angelo e Otavio saíam. Agora ele era um protetor, um guardião de um anjo. Parece meio estranho à primeira vista. Um anjo precisaria da ajuda de um mortal? Para as ameaças que feririam tal criatura, do que serviria os esforços de um mero homem? Ele não tinha essas respostas, mas se tal criatura precisa de ajuda e o nomeou para tal, é porque em alguma coisa Jean será útil.

Continuando a raciocinar, ele pensa em Jocellyn. Ela pediu para Jean ficar fora do caminho e ela também manteria distância, mas isso não quer dizer que iria deixar a aliança com Michael, muito menos deixar de realizar o ritual. A posição que Jean ocupa agora pode ser uma determinante para que os dois se encontrem novamente e os acontecimentos no banheiro do quarto do hospital podem lhe ser desfavoráveis.

Quanto ao senhor Strong, se o que foi dito sobre ele for verdade, ele é um ponto chave na realização do ritual e captura-lo ou eliminá-lo pode ser muito útil. Há também o fato de que enquanto ele estiver à solta, a senhora Strong também pode correr muito perigo.

Jean: - Bom, não sei o que vocês vão fazer agora, mas eu não sei se vou aguentar ficar parado aqui. Vou até a casa da senhora Strong para ver como ela está e depois vou para casa, nos encontramos lá? Vai ser bom ver o bomba de novo.

Jean pega suas coisas e se prepara para partir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Qua Mar 14, 2018 6:29 am

Lakariel (Aleister "Al" Blackthorn)
Fé 3/3
FDV 4/4
Tormento 3/3 
Vitalidade Ok


Hotel Drake - 02:30

Diante daquela situação, ambos, Aleister e Jane se encontravam completamente despidos de suas defesas, suas emoções praticamente expostas, o Elohim revelando um sentimento condesado pela humanidade e por seu criador enquanto Jane uma jovem tão simples e mortal demonstrava a ingenuidade do ser humano. No instante em que Al, praticamente um idolo sob a visão de Jane começou a beijar seus pés ela se abaixou também depressa com seus olhos arregalados e lacrimejantes. 

Jane  : - Nãoooo, Al não é isso o que eu quero, você é muito especial pra mim !

Jane em um ato impulso avançou seu rosto em direção ao de Al, seus lábios apenas se encostaram por um segundo, mas isso foi o suficiente para Lakariel sentir um fluxo vibrante ue percoreu o seu corpo, era a mesma sensação de quando viu o mar pela primeira vez. O ato da criação, a beleza e o exaltar da vida. Algo formigava seu estômago, com certeza algum efeito do seu organismo humano reagindo aquilo. Ele sentia amor de uma forma da qual jamais imaginou que poderia sentir como um Elohim. Ele estava sabendo o que era ser humano. 

Jane foi ainda mais além, juntando toda a coragem que possuía e mais um reflexo do desejo que tinha, puxou gentilmente a mão direita de Aleister para encostar em seu seio esquerdo, o coração da jovem estava extremamente rápido, sua respiração ofegante já começava a sair pela boca. Os dois, sentados no chão do quarto se entre olhavam e ela nada mais dizia, mantinha seus olhos arregalados fixos em Lakariel 

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Qua Mar 14, 2018 7:19 am

Jean Dasnoy
FDV 5/6  
Vitalidade - 1 Machucado (1 Contusivo 1 letal - 1 dia p/ recuperar)(Sem penalidade de dados pelo resto do dia)


Dojo do Mestre Br Food Truck  -  17:00

Jean estava impaciente, era de sua natureza fazer as coisas com suas próprias mãos. Foi dessa forma que ele ajudou Kelly em sua casa e foi dessa forma que ele enfrentou Michael com as mãos nuas. Ele já estava pronto para ir quando Otávio se posicionou na frente de Jean. 

Otávio : - Você enlouqueceu Jean ?! Você não ouviu nada do que eu disse ? Você ainda não está em condições de andar por aí se arriscando, você acabou de sair do hospital cara ! 

O pai de Jean também se coloca a frente do garoto. 

Sr. Dasnoy : - Jean, você não pode sair nessas condições e deixar Atilliel aqui sozinha comigo. Já não só mais tão jovem e o poder que eu possuo não é suficiente para protege-la de Michael e seus aliados. Com você e Angelo longe dela eu sou o único com Edge para defende-la isso não é bom. 

Naquele momento o telefone de Jean começa a tocar devido uma mensagem de texto.  Era Roy O’Niel, o colega de sala de Jean que apanhou para o zelador e foi salvo por Jean, Roy é filho de militar e sempre foi com em combate desarmado, mas Jean se lembrade como aquele zelador era habilidoso e que certamente havia aprendido com Michael. Na mensagem de O'Niel dizia : 

Mensagem de O'Niel escreveu:
"Jean, eu não consigo encontrar Leila em lugar nenhum. Já contactei a polícia e o irmão dela ! Eu to mandando essa mensagem pra todo mundo que conhece ela, se você souber de algo por favor me avise Jean !"

Considerando que Leilla quase foi a vítima da ultima vez, as coisas não pareciam muito estar indo muito bem. Talvez Michael ou até mesmo Jocelyn ainda estivessem coletando as 8 peças do ritual. Um pressentimento ruim era sentido pelo coração de Jean e ele sem querer deixava o celular cair no chão a imagem de Kelly, Abel e Leila lhe vinham a mente.    

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Freak Demon
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Qua Mar 14, 2018 1:59 pm

Jane escreveu:
- Nãoooo, Al não é isso o que eu quero, você é muito especial pra mim !

Jane subitamente se abaixou até mim e de repente nossos lábios se chocaram. Não foi um beijo e não durou mais do que um segundo, mas foi o suficiente para despertar um caos de emoções, tanto físicas quanto espirituais. O corpo de Aleister reagia. Eu sentia o desejo, eu sentia os hormônios se descontrolando e sentia o sangue fluindo. O coração acelerava e a respiração ficava irregular, eufórica.  Já eu, Lakariel, sentia algo a mais. Talvez pela primeira vez eu sentia algo realmente puro de um mortal. Não era apenas desejo de sexo. Não era apenas luxúria e depravação, mas era amor de verdade -- algo que nunca mais tinha sentido. Eu ainda não compreendia o que acontecia comigo, mas Jane realmente mexia com o meu espírito. No fundo da alma dela eu podia sentir a essência pura, crua, de todas as coisas. A essência da vida que gera a consciência em todos os seres pensantes. Era a verdadeira essência do todo. Um fragmento da criadora. Com esse fragmento, através de Jane, eu "rastreava" a criadora, sentia a criadora. Era como se eu estivesse cara a cara com a Deusa, como se eu estivesse enamorado com Ela. Através de Jane, a criação do ser supremo, eu me sentia conectado ao divino uma vez mais. Era uma libertação espiritual. Sentir o amor de uma mortal e amá-la de volta... Era como estar recriando o Éden uma vez mais.

Em um ato de extrema coragem, pelo o que pude perceber do seu nervosismo, ela levou a minha mão até meu seio esquerdo, de uma forma gentil. Seu coração estava acelerado e sua respiração ofegante, exatamente como eu estava. Ela havia deixado claro seus desejos. Eu a desejava tanto quanto ela me desejava.

-- Estar com você me faz bem demais...

Eu a abracei. Não de forma brusca, mas de forma suave e lenta, no entanto com firmeza. Beijei demoradamente seus lábios, seu rosto e encostei meu rosto no topo de sua cabeça, enquanto acariciava aqueles cabelos ruivos que tanto me fascinavam. Fiquei ali sentindo todas as emoções que ela emanava. Euforia, nervosismo, ansiedade, alegria e... amor, principalmente. Aquele amor "lavava" meu espírito. Aquele amor parecia me curar. Eu, um Elohim, estava de fato perdidamente apaixonado por uma mortal.

-- Jane... Não sei o que vou dizer ao seu irmão, mas... Eu te amo mais do que tudo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Mitzrael
Admin
Admin
Data de inscrição : 15/02/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Qua Mar 14, 2018 11:52 pm

Que droga e tudo isso ? Nao posso imaginar que tenha um local com tamanho odio .
Alex subia com cuidado mas logo que ele via sua amada Rav .

Alex : rav vc esta aqui mesmo ? e esses corvos estao te protegendo ? temos de sair daqui nao podemos perde mas tempo aqui , vc tem rasao esses selos devem estar por alguma rasao por mais que sinta atraido em liberta los pro h se ver com eles tem pessoas inocentes que podem sofre com isso vamos meu amor pede pro seus amigos mostrar um caminho pra fora daqui e assim voltamos ta tenuria .
Twisted Evil Twisted Evil

_________________
"Juro consagrar minhas palavras, minhas armas, minhas forças e minha vida em defesa dos mistérios da fé cristã"- Dustiel - Da Morte Gloriosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
bahamut
Mortal
Mortal
Data de inscrição : 03/04/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Sex Mar 16, 2018 1:39 am

Otavio e o Pai de Jean se interpunham na frente do universitário, impedindo-o de sair e advertindo-o dos perigos e da sua posição quanto à Atiliel. Jean estava quase mandando eles pastarem pensando em como uma criatura que participou da criação do mundo não conseguiria se defender de um humano possuído e outros ajudantes quando recebeu a mensagem de Roy.

As imagens das torturas e mortes encheram a cabeça de Jean e um péssimo pressentimento passou na cabeça dele. Leila, Abel e Kelly poderiam estar em perigo agora. Ao voltar a si instantes após derrubar o celular, Jean o alcança.

Jean: - Roy acaba de me mandar uma mensagem dizendo que não consegue achar Leila. Ela foi uma das peças do ritual. Isso não me cheira bem e agora mais do que nunca preciso encontrar Kelly e Abel também. Já ficou claro que as mortes não precisam estar conectadas em um mesmo dia ou noite e também não precisam ocorrer em um mesmo local. Agora o perigo ficou maior para todos os integrantes porque com certeza Michael ficará mais sorrateiro. Talvez seja mais útil se Otávio ficar aqui com vocês dois e eu e Angelo corrermos para encontrar Bomba e Kelly.

Terminando a sua frase, Jean usa o seu celular para tentar ligar para Bomba e Kelly. Caso atendam, Jean explicará sobre a mensagem de roy e pedirá para eles irem imediatamente para a delegacia ou o Dojo. Os desaparecimentos estão acontecendo novamente e da mesma forma que antes. Se isso for obra de Michael, ele não irá se ater para matar a todos o mais rápido possível.

e então? Como vai ser? Só dois irão atrás das vítimas do ritual? Atiliel vai ficar aqui? Porque não mudou de cidade ou sei lá? Se a idéia é proteger de Michael, porque ficar aqui?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Ter Mar 20, 2018 10:50 am

Lakariel (Aleister "Al" Blackthorn)
Fé 3/3
FDV 4/4
Tormento 3/3 
Vitalidade Ok


Hotel Drake - 02:45

Era incompreensivel para Lakariel tentar entender um sentimento tão revigorante como aquele sentido por Jane. Ela era uma mortal, mas despertava nele o mesmo sentimento do seu próprio criador. Um sentimento puro, um sentimento que se misturava com as nuanças de Aleister e Lakariel em um só. Algo difícil de se explicar mas que ao se olhar em um dos espelhos do quarto, Lakariel pudesse ver, Aliester, Lakariel e Jane fundidos em um mesmo corpo. 

A moça então deslizou suavimente seus dedos magros pelo rosto do homem a sua frente, tirou aquela blusa um discretamente transparente deixando seu corpo muito mais a mostra, ela sorriu com um ar de que aquele era o ultimo dia de sua vida. Ela praticamente jogou o seu corpo em cima de Al e seu peso acabou por fazer os dois serem derrubados ao chão com a jovem em cima. Ela o admirou mais alguns segundos naquela posição. Aleister nunca havia visto esse lado "selvagem" de Jane. Uma jovem quase ofuscada pelo mundo corriqueiro do musico agora estava ali sendo o centro de suas atenções. Ela o beijou no pescoço e foi descendo mais e mais. Aparentemente ela queria usar a boca para desabotoar a calça do rapaz mas não conseguiu e por isso brutalmente abriu com as mãos. 

Tudo iria perfeitamente e Lakariel sentia um misto de paz depois de todo o inferno que passou no abismo. Contudo o Interfone do quarto apita bruscamente. 

Interfone escreveu:
- Sr Blackthorn. 2 senhores estão subindo em direção ao seu quarto. A permissão foi consedida apenas parcialmente, devo permitir que eles subam ? 

Uma voz feminina conduzia o aviso e ao fundo a voz de tim poderia ser ouvida "Como assim parcialmente ! Cara deixa eu subir, eles estão demorando e ainda temos outra parada pra resolver..."

Jane : - Ohh merda é o Tim ! Eu esqueci dele ! 

Jane desistia de tirar as calças de Aleister e se levantava procurando a sua blusa que ela arremessou em algum lugar do quarto. 

Jane: - Al me desculpa ! Eu não sei o que eu fiz ! Foi mal, muito mal mesmo ! Mas se você quiser me encontrar depois por mim tá tudo bem ! O tim não é meu pai e meu pai nunca ligou pra a gente mesmo, meu Deus onde está a minha blusa, o Tim vai me matar !!!

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Ter Mar 20, 2018 11:15 am

Dustiel (Alex Riverstorm)
Fé 1/3
FDV 2/8 
Tormento 8/4  (+3Tormento)
Vitalidade: Aleijado - 5 (6 Agravados) 


Dominios Sombrios da Sede do FBI

Os corvos ficavam cada vez mais agressivos a medida em que Dustiel tentava se aproximar, ele parava para que não houvesse maiores problemas, havia sangue em seus bicos e seus olhos eram vermelhos como as chamas do infenrno. Ravennael permanecia sentada no chão. 

Ravennael : - Você não está entendendo Dustiel. Nós Não vamos sair daqui. Nada saíra deste lugar, nós já causamos mal demais ao éden, não cabe a nós tentar corrigir algo que pioramos, se sairmos daqui a única coisa que conseguiremos é libertar mais malditos. Você não vai sair. 

Dustiel nunca sentiu tanta convicção vindo das palavras de Ravennael. Assustado com o que viu da Elohim que sempre fora bastante tranquila, percebeu que o número de corvos apenas aumentou, eram centenas de corvos que cobriam todo o chão como um grande cobertor de penas negras. Eles emitiam um som de agressividade e a partir das paredes novamente aqueles selos se mostraram presentes. 


Em baixo de cada um dos selos havia uma palavra escrita:

Beleza - Pureza - Disciplina - Inteligência - Sabedoria - Força -  Esperteza - Perseverança

Dentre as palavras, as palavras "Inteligência, Perseverança & Sabedoria" estavam manchadas de sangue negro de demônio. 

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Beaumont
Admin
Admin
Data de inscrição : 11/02/2017
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Ter Mar 20, 2018 11:38 am

Jean Dasnoy
FDV 5/6  
Vitalidade - 1 Machucado (1 Contusivo 1 letal - 1 dia p/ recuperar)(Sem penalidade de dados pelo resto do dia)


Dojo do Mestre Br Food Truck  -  17:15

A mensagem recebida por Jean mudava completamente todo os planos do grupo Rosa Cruz, mas assim que Jean terminou de falar, seu pai tomou a frente. 

Jean escreveu:
Teste de Carisma + Liderança Diff. 6 = 3 Sucessos

Sr. Dasnoy : - Vocês ouviram Jean ! Otávio você fica comigo e Atiliel aqui, vamos para a passagem secreta. Depois explicaremos porque Atiliel não pode deixar este lugar, mas em resumo, o segredo que Atiliel esconde é um lugar do qual ela constatemente mantem invisivel, se ela deixasse Long Branch, Michael acharia facilmente, então se ela for destruída ele poderá achar esse lugar outra vez. 

Pelo visto, assim que Otavio pressionou um botão, um dos grandes quadros revelou uma passagem secreta para uma outra sala. algo que Jean jamais imaginaria e que certamente poderia providenciar alguma segurança. 

Enquanto saíam do dojo e passavam pelo restaurante, Angelo e Jean ligavam para Abel e Kelly. Como suspeito por Jean nenhum dos dois atenderam. 

Angelo : - Não é possivel, a casa deles estava sendo protegida pela policia. Eles não podem ter sido raptados ! Tente ligar de novo...Droga péssima hora pro meu celular morrer, o que faremos. Seguiremos separados ao encontro deles ? Eu ainda lembro onde é a casa da professora Kelly e do Bomba, mas não conheço bem essa Leila ! 

Angelo dizia pegando a sua moto. Jean ainda poderia usar tanto a moto quanto o carro de Otavio como veiculo de locomoção ou seguir juntamente com Angelo na garupa. O tempo estava passando no entanto. 

_________________
"Em Meu Coração Jaz o Segredo da Imortalidade"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Freak Demon
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 12/11/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Ter Mar 20, 2018 6:42 pm

Quando senti os dedos de Jane deslizando pelo meu rosto, fechei os olhos e sorri. Procurei absorver cada sensação de prazer e amor de forma completa, intensa. Ela sorria e começou a se despir. Agia como se fosse nosso último dia de existência no planeta. Peguei suas mãos e beijei a ponta de seus dedos, fazendo-os deslizar de propósito pelo meu lábio inferior.

-- Faça o que quiser comigo, Jane. Sou todo seu.

Jane se atirou sobre mim e fomos ambos ao chão. Notei que ela me observou com um olhar contemplativo por um momento e então começou a beijar o meu pescoço, indo cada vez mais para baixo. Eu nunca imaginei que Jane tinha esse lado selvagem, e... Eu estaria sendo um hipócrita se eu dissesse que não estava gostando.

-- Que delícia...

Ela tentou abrir minha calça com os dentes. Assim que não consegue, faz um movimento bruto e rápido com as mãos, mostrando uma gana surpreendente em querer me despir. Eu me limitava a acariciar seus cabelos e seus seios nus. Eu me sentia como se estivesse fazendo amor com a própria criadora. Tudo estava sendo perfeito, até que...

Interfone escreveu:
- Sr Blackthorn. 2 senhores estão subindo em direção ao seu quarto. A permissão foi consedida apenas parcialmente, devo permitir que eles subam ?

A voz feminina que ecoava através do dispositivo de comunicação mal havia acabado de pronunciar as palavras e a voz exaltada de Tim podia ser ouvida ao fundo.

Interfone escreveu:
- Como assim parcialmente ! Cara deixa eu subir, eles estão demorando e ainda temos outra parada pra resolver...

-- Droga!

Jane escreveu:
- Ohh merda é o Tim ! Eu esqueci dele !

Ela desistiu de me despir na mesma hora, voltando sua atenção para a blusa, que ela havia tirado e agora tentava desesperadamente localizar.

Jane escreveu:
- Al me desculpa ! Eu não sei o que eu fiz ! Foi mal, muito mal mesmo ! Mas se você quiser me encontrar depois por mim tá tudo bem ! O tim não é meu pai e meu pai nunca ligou pra a gente mesmo, meu Deus onde está a minha blusa, o Tim vai me matar !!!

-- Tudo bem! Calma,  não se afobe.-- fui até ela e beijei sua boca -- -- Claro que quero ver você, mas agora é melhor deixarmos o pessoal subir. Eles devem ter estranhado a nossa demora.

Quando percebi que Jane havia localizado a blusa e estava mais calma, fui até o interfone.

-- Sim, claro! Pode deixá-los subir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
bahamut
Mortal
Mortal
Data de inscrição : 03/04/2017

MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   Qui Mar 22, 2018 3:47 am

O pai de Jean finalizou a sentença, entrando por uma passagem secreta no dojo de Otavio, juntamente com Atiliel e Otavio também. Agora Jean e Angelo teriam que decidir como fariam para se locomover e em quais lugares passariam primeiro.

Jean: - Já não é a primeira vez que a polícia fica de guarda e não faz nada. Acho que não podemos contar com eles pois devem ter rapinantes ou sei lá o que infiltrados. Vou pegar a moto de Otávio e iremos juntos atrás do Bomba e depois para a casa de Kelly. Estou mandando uma mensagem para Roy pedindo o endereço da Leila. Tomara que consigamos chegar a tempo.

Antes de sair com Angelo, Jean abre a sua mochila e tira os cordões que Otávio havia lhe presenteado, vestindo-os na cintura e na cabeça, da forma como devem ser usados. Em seguida colocou o capacete da moto se dirigiu para Angelo.

Jean: - Pronto, agora podemos partir.

Jean monta na moto de Otávio e sai atrás de Angelo partindo para casa, esperando encontrar Bomba lá. Jean sabe que eles poderiam ter ido ao hospital para visita-lo, mas o fato de não atenderem ao celular fazia tudo ficar muito suspeito. De qualquer forma Jean esperava o pior e sua atitude ao vestir o presente de Otavio era uma forma de dizer a si mesmo que estava partindo para a guerra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


MensagemAssunto: Re: Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Long Branch By Night - O Ritual das 8 Virtudes Corrompidas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [VB6] Valor maior que o da variável Long
» Big Apple (Nova York by Night) - O Conto da cidade Vampirica .
» New Jersey by Night - Projeto Paradoxo
» New Jersey By Night - Tempos de Loucura
» [ÁLBUM] Troye Sivan - The Night is Timeless

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Entre Anjos e Demônios :: Narrativas :: Cronicas no Abismo-
Ir para: